A Verdade é Imutável e Eterna - Siddharameshwar


“Você” é o precursor de tudo

A verdade não pode ser evitada. Não pode ser distorcida nem mudada de maneira nenhuma. Tal é o Parabrahman (O Ser supremo). Oposto a isso, Maya (a ilusão) é isso que pode ser manipulado e mudado. Ambas as entidades (Brahman e Maya) estão presentes. É por isso que você deve procurá-los por você mesmo. Trate de compreender que todos os objetos externos podem ser movidos ou apartados. A própria Terra gira sobre si mesma e ao mesmo tempo dá voltas. O ar, o fogo e a água são móveis também. Porém, o céu não pode ser movido mesmo que desejarmos fazê-lo. Mas se fecharmos os olhos, até mesmo o céu desaparece. O céu é a mãe de todos os objetos. Todos estes objetos (ou seja, o mundo manifestado) não são verdadeiros. Não há nenhum objeto nesse mundo que não desapareça se ignorarmos sua "existência". Agora olhe para dentro. O corpo grosseiro desaparece. A mente é apenas os pensamentos e a fala. Se estivermos serenos (se a mente está em repouso) então desaparecem todos os sonhos, as dúvidas, o intelecto, os pensamentos, etc. O que sobra então? Nada. Este nada também pode ser abandonado, Mas, não obstante, permanece aquele que abandona. "Eu" sou o que transcende tudo. Assim, portanto, sobra "eu" como um presenciador. Finalmente, abandone também este "Eu". Agora sobra apenas a verdade, que está além do conhecimento ou da ignorância. Aquele que se esqueceu de tudo, todavia permanece. "Aquele que entra, sairá - não importa que seja um rei ou um mendigo". Aquele que renuncia tudo já não está na escravidão da mudança. Este a de ser compreendido como Brahman (o Ser, o si mesmo).

Tudo está em Brahman e Brahman está em tudo.

Se há pão na boca, então esse pão ocupará certo espaço na boca. Todavia, se duzentos camelos forem vistos em um espelho, o peso do espelho não mudará porque os camelos vistos no espelho são somente um reflexo. Similarmente, embora o mundo fenomênico esteja em Brahman, isso não afeta e nem distorce Brahman de maneira nenhuma. Consequentemente, uma vez que você reside no seu próprio Ser (self), todos os objetos externos desaparecem. Tudo isto é Maya, somente um engano. O Ser permanece intocado por Maya. O nascimento de uma pessoa adquire significado verdadeiro somente quando se realiza o Ser. Do Ser surgiram o intelecto, o conhecimento, a ignorância, etc. Por conseguinte, "Você" é o precursor de tudo. O senhor Brahma, Vishnu y Mahesh devem sua existência a "Você". Durante o sono profundo, todos esses desaparecem; mas "Você" é permanente.

Siddharameshwar Maharaj






0 comentários:

Postar um comentário

Maior é o que está em vós do que o que está no mundo (I João 4:4)