Isaac Shapiro




Autoinquirição

Clique nos títulos abaixo para ter acesso ao texto completo:


Em nossa sociedade, existe este modo de funcionamento que produz separação. Nós nos sentimos separados uns dos outros, de Deus. Isso é chamado dualidade ou mente dividida. Nesta mente dividida, nós não nos sentimos em casa. Sentimo-nos perdidos, então rezamos a Deus. Pedimos a Deus por ajuda e quando estamos rezando a Deus nos sentimos bem, porque agora estamos abrindo a nós mesmos para o que pensamos que é a divindade. Mas isso mantém aquela atividade de pedir a Deus por algo. Isso nos mantém querendo algo. Isso produz um bem estar, mas nos mantém na dualidade. Isso é parte do nosso condicionamento. Crescemos com religiões institucionalizadas.

Nós não temos uma palavra para a Fonte. Esta Fonte de onde tudo surge. Nós a chamamos Deus e porque a maioria das pessoas não tem uma experiência direta da Fonte, ela é objetivada e conceituada e transformada numa coisa.


Dê-se conta de que normalmente achamos que podemos descrever nossa experiência, e nessa idéia há um senso de eu. Perceba que ao tentar descrever nossas sensações, essa atividade parece dar ao não existente "eu" um senso de controle.

Agora se dê conta de que você está consciente de qualquer experiência. Essa atenção já está presente. Veja se você pode descrever essa atenção. Dar-se-á conta de que isso é impossível.

Introdução



0 comentários:

Postar um comentário

Maior é o que está em vós do que o que está no mundo (I João 4:4)