O Ser Transcende o Intelecto - Ramana Maharshi


O “Ser” (Self) Está Sempre Aqui, Não Há Nada Sem Ele

Devoto: É necessário um mestre para a realização?

Maharshi: A realização é o resultado da graça do mestre, mais do que os ensinamentos, que os discursos, que a meditação, etc. Esses são apenas ajudas secundárias, enquanto que a graça do mestre é a causa principal e essencial.

D: Quais são os obstáculos que impedem a realização do "Ser" (Self)?

M: São os hábitos da mente (Vasanas).

D: Como vencer os hábitos mentais (Vasanas)?

M: Realizando o "Ser".

D: Isso é um círculo vicioso.

M: É o ego que levanta tais dificuldades, criando obstáculos, e depois sofre a perplexidade dos aparentes paradoxos. Encontre quem faz as perguntas e o "Ser" (Self) será encontrado.

D: Quais são os auxílios para a realização?

M: Os ensinamentos das Escrituras e das almas realizadas.

D: Podem ser esses ensinamentos debates, discussões e meditações?

M: Sim, todos esses são apenas auxílios secundários, enquanto que o essencial é a graça do Mestre.

D: Quanto tempo leva para se obter isso?

M: Porque você deseja saber?

D: Para me dar esperança.

M: Mesmo tal desejo é um obstáculo. O "Ser" (Self) está sempre aqui, não há nada sem ele. Seja o "Ser", e os anseios e as dúvidas desaparecerão. Esse "Ser" é o presenciador nos estados de sono profundo, do sono com sonhos e do estado de vigília. Estes estados pertencem ao ego. O "Ser" transcende até mesmo o ego. Você não existia no sono profundo? Naquele estado você sabia que estava dormindo ou que não estava ciente do mundo? É apenas no estado desperto que você descreve a experiência do sono profundo como inconsciência, portanto, a consciência quando você está dormindo é a mesma que quando você está acordado. Se você conhece o que é essa consciência desperta, conhecerá a consciência que presencia os três estados. Esta consciência pode ser encontrada buscando a consciência como ela era no sono profundo.

D: Nesse caso, eu adormeço.

M: Não há mal nisso!

D: É um vazio.

M: Para quem é o vazio? Descubra. Você não pode negar a si mesmo nunca. O "Ser" está sempre ali, e continua em todos os estados.

D: Devo permanecer como se estivesse no sono profundo e ser vigilante ao mesmo tempo?

M: Sim. A vigilância é o estado desperto. Portanto, o estado não será de sono, mas de sono sem sono. Se você seguir os passos de seus pensamentos, irá ser extraviado por eles e se encontrará num labirinto sem fim.

D: Então, devo retornar traçando à origem dos pensamentos.

M: Exatamente, dessa maneira os pensamentos vão desaparecer e só o "Ser" permanecerá. Na verdade, para o "Ser" não existe nem dentro e nem fora. São projeções do ego também. O "Ser" é puro e absoluto.

D: Isso se entende apenas intelectualmente. O intelecto não é uma ajuda para a realização?

M: Sim, até uma determinada fase. Porém, ainda assim, compreenda que o "Ser" transcende o intelecto; o intelecto deve desaparecer para se obter o "Ser".

D: A minha realização ajuda aos outros?

M: Sim, certamente. É a melhor ajuda possível. Mas não existe ninguém para ajudar. Pois um ser realizado vê o "Ser" da mesma forma que um ourives aprecia o ouro em diferentes jóias. Apenas enquanto você se identifica com o corpo, as formas e as figuras estão aqui. Porém, quando você transcende seu corpo, os outros desaparecem juntamente com sua consciência do corpo.

D: Isso também acontece com as plantas, árvores, etc.?

M: Podem eles existir separados do "Ser"? Descubra. Você acha que os vê. O pensamento é projetado a partir do seu "Ser". Descubra de onde eles surgem. Os pensamentos deixarão de surgir e apenas o "Ser" sobrará.

D: Eu entendo teoricamente. Mas os objetos ainda estão aqui.

M: Sim. É como um filme no cinema. Há a luz na tela e as sombras que passam rapidamente impressionam a audiência, a forma de uma atuação de alguma peça. Similarmente, será também assim se na mesma representação o público também for mostrado. Aquele que vê e aquilo que é visto estarão então apenas na tela. Aplique isso a você mesmo. Você é a tela, o "Ser" criou o ego, o ego acrescenta os pensamentos que se mostram como o mundo, as árvores, as plantas, etc., sobre os quais você está perguntando. Na realidade, tudo isso não é nada além do "Ser". Se você ver o "Ser", perceberá que ele é tudo em toda a parte e sempre. Nada além do "Ser" existe.

D: Sim, mas compreendo apenas teoricamente. No entanto, as respostas são simples, bonitas e convincentes.

M: Mesmo o pensamento, "eu não entendo" é um obstáculo. Na verdade, apenas o "Ser", É.

Ramana Maharshi

Fonte: http://ricardo-yoga.blogspot.com/

Próximo artigo - Início

0 comentários:

Postar um comentário

Maior é o que está em vós do que o que está no mundo (I João 4:4)